por | em Invista em Qualidade | Sem comentários

No ano de 1995 fiz uma entrevista na Empresa Alimentícia Nestlé e não obtive êxito por não possuir inglês fluente. Na área de engenharia de alimentos, atualmente todas as empresas quer nacionais ou multinacionais, exigem dos profissionais o domínio de um segundo idioma, principalmente inglês.
Objetivando o meu aperfeiçoamento profissional necessitei estudar o idioma inglês. Em relação ao idioma inglês cursei a Cultura Inglesa (Marilia), PBF (Jales) atualmente Speed Up e América (São José do Rio Preto).
Das referidas escolas posso afirmar que na Speed Up Idiomas continuei aprimorando o idioma, inclusive preparei para ingressar no curso de mestrado em Engenharia de Alimentos na UNESP de São José do Rio Preto onde conclui minha graduação e pós-graduação Stricto Sensu.
Estudando outro idioma, tive mais facilidade para pesquisar e adquirir conhecimentos técnicos através de livros e artigos editados em inglês.
Conhecendo a necessidade que o mercado profissional exige hoje incentivo o meu filho Guilherme a também aprender outro idioma, e para tanto há anos ele está matriculado na Speed Up Idiomas.
Com os conhecimentos que ele adquiriu e irá adquirir nesta escola de idiomas, que reputo ser de excelente qualidade, uma vez que os professores, a metodologia e o material didático proporcionam um aprendizado adequado a idade dele, tenho certeza que ele poderá ingressar futuramente no mercado de trabalho em melhores condições.